• Contato
  • info@nposabaj.org
  • 050-6861-6400

APRESENTAÇÃO

O atual mundo globalizado acirrou como nunca a mobilidade humana sobre o globo terrestre, premido por razões as mais diversas. Entretanto nessa movimentação a principal motivação é o fator sobrevivência. A evolução tecnológica de transporte, comunicação ágil, competição comercial e industrial contribui para procurar a mão de obra barata disponíveis em outras regiões.

As ultimas décadas do século XX foi particularmente ricas nessa mobilidade e o Brasil não esteve imune a esse deslocamento. Conhecido como País receptor de imigrantes, repentinamente passou a ser exportador de mão de obra. A Europa, os EUA, o Paraguai e o Japão são os principais polos que atraem a mão de obra brasileira. Cada região atrai trabalhador com certas características.

Portugal recebeu muitos dentistas brasileiros. Aos EUA demandaram mineiros de Governadores Valadares, Paraguai recebeu agricultores de Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. O Japão passou a requisitar, inicialmente os japoneses residentes no Brasil e na segunda metade da década de 80, brasileiros conhecidos como nisseis e sanseis.

Essas mobilidades, carregam no seu bojo, diferenças de usos e costumes, línguas que podem facilitar ou dificultar a adaptação a nova situação, gerando em muitos casos, conflitos e dificuldades de toda ordem, não só para o trabalhador, mas a sua família. Os japoneses e seus descendentes foram bastante requisitados para mercado de trabalho do Japão ocasionando dificuldades de toda ordem, a começar da língua e costume. Diante disso, a Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social, sentiu-se na obrigação de prestar apoio aos nipo brasileiros que seguem ao Japão, criando o Centro de Informação e Apoio aos Trabalhadores no Exterior – CIATE em 1992 e mais recentemente a aqueles que retornam ao Brasil. Constituiu uma comissão para apoiar os nipo-brasileiros que saem ou retornam do Japão. A Comissão foi designada “Comissão Dekassegui” e criou uma organização denominada INSTITUTO DE SOLIDARIEDADE EDUCACIONAL E CULTURAL – ISEC, elegendo a questão educacional como seu foco de atendimento prioritário, através de voluntarios. O ISEC está constituído como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP e devidamente registrado em órgãos competentes.De 1985 a 2008, seguiram para o Japão milhares de brasileiros e em dezembro de 2007 havia 317.000 pessoas em diversas províncias e setores de produção japonesa.

Essa formidável leva de imigrantes contribuiu efetivamente com a sua mão de obra para o crescimento e desenvolvimento das empresas e da economia japonesa e, como consequência, remessas consideráveis de recursos financeiros foram depositados em bancos brasileiros, enviados pelos chamados dekasséguis, durante longo período. Entretanto, as viscicitudes da economia mundial provocaram revezes. Este veio no segundo semestre de 2008 e se propagou para diversos países. O Japão foi duramente atingido e nessas circunstancias, os primeiros a serem demitidos foram os estrangeiros. Os brasileiros também foram atingidos, obrigando a um terço deles retornarem, pois à crise econômica seguiu-se o terremoto e tsunami sem precedente no nordeste do Japão , danificando reator nuclear em Fukushima.

Após a crise econômica de 2008, o governo japonês passou subsidiar os brasileiros para retornarem ao país de origem, pagando a passagem do trabalhador e seus dependentes.

A crise foi tamanha que o governo brasileiro, através do Ministerio do Trabalho e Emprego passou a dar assistência, primeiro no Japão, orientando diversos procedimentos através da Casa de Trabalhadores instalada em Hamamatsu.

No Brasil, o mesmo Ministerio do Trabalho está incentivando a criação de escritório para apóio aos trabalhadores retornados do Exterior. Em virtude de muitos brasileiros descendentes de japoneses residirem em São Paulo, reuniu diversas entidades para acertarem estratégia de trabalho e como consequência, coube ao Instituto de solidariedade Educacional e Cultural – ISEC firmar o convenio com o Ministerio do Trabalho e Emprego – MTE. O convenio foi firmado em dezembro de 2010 e a entidade resultante foi denominado NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E APOIO A TRABALHADORES RETORNADOS DO EXTERIOR – NIATRE.

A inauguração do escritório do NIATRE ocorreu no dia 10 de Janeiro de 2011, com a presença do Ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Luppi e Cônsul Geral do Japão em São Paulo, Kazuaki Obe, e do Presidente do Conselho Nacional de Imigração, Paulo Sérgio de Almeida e outras autoridades.

A ATUAÇÃO DO NIATRE.

O retorno do trabalhador e sua família ao Brasil requer um período de readaptação que pode durar pouco ou muito tempo, dependendo de vários fatores, tais como o tempo fora do Brasil e a caracterização do retorno como temporário ou permanente. Obviamente o retorno permanente é mais dramático, pois representa uma mudança significativa na vida da pessoa. Muitos desses brasileiros residiram por mais de 15 anos no Japão e em vários casos apresentam dificuldades em se reintegrar à Sociedade Brasileira e, em especial, se reinserir no mercado de trabalho. Muitas vezes os que não conseguem se readaptar ao mercado de trabalho tenta migrar novamente ao Japão, engrossando o fluxo emigratório brasileiro. Muitos desses brasileiros têm conhecimentos e qualificações adquiridas no exterior e por falta de orientação

desperdiçam importantes oportunidades. O NIATRE foi criado para atender e orientar esses brasileiros a readaptar no seu país de origem.

ATIVIDADES DO NIATRE

Trabalho e emprego

Apresentação dos candidatos às vagas de emprego para as empresas cadastradas.

São aproximadamente 1.500 os candidatos cadastrados à procura de emprego até Maio de 2012, e dentre os atendimentos realizados 1050 pessoas, cerca de 70% , já estão trabalhando.

Atualmente temos cadastrado 150 empresas e 40 pessoas físicas oferecendo vagas de emprego, desde multinacional até micro empresa. A maioria situa-se no município de São Paulo.

Elaboração de currículo

A grande maioria, 53%, estava ausente do Brasil por mais de 10 anos. Portanto a maioria não tem ou não sabem fazer seu currículo. Orientamos passo a passo a elaboração de currículo.

Entrevista

As pessoas que nunca trabalharam no Brasil ou trabalharam há muito tempo, não sabem como comportar-se durante uma entrevista. Orientamos os candidatos a empregos quanto ao que evitar, apresentação pessoal e o comportamento durante a entrevista.

Documentos

Dentre os retornados há aqueles que chegam somente com o passaporte e a certidão de nascimento. É sabido que um cidadão no Brasil necessita de vários documentos como: RG, CPF, Título de Eleitor, Carteira de Trabalho, Certificado de Reservista, etc. Essas pessoas são devidamente orientadas, inclusive com acompanhamento pessoal

em alguns casos. Citamos um caso em que até ajudamos tirar todos os documentos para abertura uma micro empresa .

Imposto de Renda

Orientação como declarar, através de duas palestras que realizamos .

Previdencia Social Brasil-Japão Aposentadoria

Após a realização da palestra sobre Acordo Previdenciária, tivemos várias consultas sobre aposentadoria.

Educação

Aula de português para as crianças e adultos que voltaram do Japão. Atualmente temos 5 aulas por semana, com 5 crianças de 13 a 16 anos e 8 adultos e 3 professoras voluntárias.

Aula de informática básica para iniciante de terceira idade.

Periodo de 3 de Outubro de 2011 à 10 de Dezembro de 2011 segunda a sexta das 13 às 17h com 25 alunos e 2 professores da ETEC.

Empreendedorismo e Associativismo

Orientação sobre Criação de Galinhas Caipira e Piscicultura de Tilapia para Exportação, Como manter a empresa

Palestras

20-02-2011 Empreendedorismo

Criação de Frango Caipira para Exportação para o Japão.

Palestrante: Eng. Agrônomo Isidoro Yamanaka

Piscicultura em Tanque rede .

Palestrante : Eng.Agônomo Carlos S . Otsubo

28-05-2011 Orientação de Informação aos Trabalhadores Brasileiros Retornados do Exterior

Atual Situação dos trabalhadores Brasileiros no Japão perante a crise econômica e diversos problemas

Palestrante: Dr Masato Ninomiya .Advogado e Presidente do CIATE

Auxiliando as crianças no aprendizado da língua Portuguesa

Palestrante: Professora Sanko Sakai. Voluntária do ISEC

O trabalho do ISEC e NIATRE

Palestrante : Dr. Reimei Yoshioka . Presidente do ISEC – NIATRE

Como maximizar o conhecimento de trabalho no Japão para mercado de trabalho no Brasil.

Palestrante: Sr Marcos Minoru Nakatsugawa. Gerente do RH da Toyota Mercosul.

18-6-2011 Orientação de Informação aos Trabalhadores Brasileiros Retornados do Exterior

Kamisama no Basu (Ônibus de Deus) . História de Resgate dos Brasileiros Após Terremoto e Tsunami no Japão

Palestrante : Dr. Masato Ninomia, Adv. e Presid. do CIATE

Alô , Buono Sera- Como manter o seu Negócio

Palestrante : Sr Roger Kayasima , Caso de sucesso do SEBRAE

NPO ARACE, ajudando as crianças/jovens nas dificuldades Escolares no Japão.

Palestrante : Sra Maria Lucina Akimoto , Presidente do NPO ARACE

Como funciona e relatos sobre os acertos das Franquias /Cooperativismo

Palestrante : Sr Ricardo H. Akamine, Presidente e Sr Katsunori M.Ueta .Diretor ,do Grupo Okinawa de Ferragens.

16 e 17 – Julho -2011 Palestras realizadas no Festival do Japão

Empreendorismo . Minha caminhada e o SEBRAE

Palestrante : Roger Kayasima

Projeto KAERU . Inserção de crianças retornados do Japão nas escolas

Palestrante : Dra Kyoko Nakagawa, Coordenadora do Projeto KAERU

O que o ISEC e o NIATRE podem fazer por você

Palestrante : Dr Reimei Yoshioka, Presidente do ISEC-NIATRE

Oportunidade de agro negocio com o Japão

Palestrante : Eng.Agronomo, Sr Isidoro Yamanaka

20-08-2011 Palestras Informativas sobre Situação do Japão e Brasil

Os trabalhadores brasileiros no Japão na era do desemprego em massa.

Palestrante : Prof. Naoto Higuchi, Prof.da Univercidade de Tokushima –Japão

Empregos – Como se preparar para conseguir uma colocação no mercado Brasileiro.

Palestrente : Sr Renato Botuem , Diretor Presidente da Reduplan Alianças Estratégicas

Relatos de Experiência como estudante na escola japonesa e profissional

Palestrante : Sra . Pâmela Nagao , Representantante da ATEC Aichi technology&Education Center

30-08-2011 Início dos encontros, programa TIME DO EMPREGO

Relização conjunta com a Secretaria do Emprego e Relações do trabalho do GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

24-09-2011 Palestras preparatórias para Trabalhadores

História de Sucesso- De dekassegui à empreendedor nas terras Japonesa.

Palestrante : Sr. Toshio Saito , Empresário no Japão

Novo Projeto de Vida no Trabalho Agora no Brasil

Palestrante : Sra. Rosana Moraes Okawa, Engenheira ,Profa.Pós Graduação do SENAI

Redirecionando o seu rumo no Brasil

Palestrante : Sr Hiroshi Shimuta, Presidente da NICOM

12-11-2011 Palestra sobre Imposto de Renda

Palestrante : Sr Teruaki Takahara, Consultor de Imposto de Renda

10-12-2011 1º Encontro do Empreendedorismo Café com Dialogo

Palestrante : Sra. Rosana Moraes Okawa, Engenheira ,Profa.Pós Graduação do SENAI

21-01-2012 2º Encontro do Empreendedorismo Café com Dialogo

Palestrante : Sra. Rosana Moraes Okawa, Engenheira ,Profa.Pós Graduação do SENAI

11-02-2012 Palestra sobre Acordo Previdenciário Brasil-Japão

Palestrante : Sr. Benedito Adalberto Brunca, Diretor de Benefícios da PREVIDÈNCIA SOCIAL e Sr.Toshinobu Tsuboi , Cônsul do CONSULADO GERAL DO JAPÃO EM SÃO PAULO

Estatística Período : 10 de Janeiro de 2011 à 31 de Julho de 2012

Total de Consulentes : 2.538 Masculino : 1 .421 Feminino : 1.117

Retornado do Japão : 2.21

Quantidade de atendimento em várias modalidades : 3.813

Participação nas palestras e eventos : 1.808

Atendimento por e-mail : 1.445

Atendimento por telefone : 13

Total geral : 7.075 atendimentos 

By Mobile Maker © 2017| Todos os direitos autorizados.

TOPO